Orquídea – 5 coisas que você não pode fazer com suas orquídeas

Orquídea – 5 coisas que você não pode fazer com suas orquídeas

orquídea

Quando florescem as orquídeas?

Você fez um ótimo trabalho mantendo suas orquídeas fortes e saudáveis. Mas agora que sua orquídea acabou de florescer, você deve estar se perguntando quando as flores vão voltar.

O outono é na verdade a melhor época para sua orquídea florescer naturalmente porque as temperaturas mais baixas podem desencadear o processo. E com um pouco de persuasão, você pode garantir que sua orquídea volte a florescer.

Se sua orquídea para de produzir flores, ela não está morta; está dormente. Esse período de dormência durará de seis a nove meses.

Durante este tempo, sua planta descansará e repor os nutrientes gastos durante a floração. Ele está aproveitando a energia de que precisa para voltar a florescer.

Quando sua orquídea parar de florescer, comece a fertilizá-la a cada duas semanas com um fertilizante balanceado para plantas domésticas (20-20-20) misturado com metade da concentração.

Solo de pedra para plantar orquídea

Confira agora o passo a passo para plantar orquídea na brita. Vou vai precisar de um vaso de plástico ou de barro com furos, brita, um pedaço pequeno de madeira e por fim a muda da orquídea.

1- Coloque o pedaço de madeira em pé na lateral do vaso;

2- Coloque um pouco de brita no fundo do vaso;

3- Coloque a muda da orquídea bem perto do pedaço de madeira;

4- Por fim, complete com mais brita no vaso.

Orquídeas Aéreas

As raízes aéreas das orquídeas não são tão incomuns. Mas talvez o termo possa não ser familiar para você.

Logo, se você alguma vez notar que algumas das raízes de sua orquídea começam a crescer ou se enlaçar acima da superfície do meio de cultivo, então sua orquídea tem raízes aéreas.

Se as raízes aéreas de sua orquídea são firmes e brancas, elas são saudáveis. Você não precisa fazer nada. Este é um comportamento normal.

Em ambientes com baixa umidade, as raízes aéreas podem amarelar e murchar. Se isso ocorrer, passe irrigar mais vezes ao dia a orquídea e suas raízes.

Plantação em Estufa

Para cultivar orquídeas em uma estufa, você precisará de alta umidade, temperaturas amenas, temperaturas noturnas mais frias e boa circulação de ar.

A quantidade de luz necessária varia de acordo com a variedade (gênero) de orquídea; o mais comum – Phalaenopsis – orquídeas requerem pouca luz.

Gostaria de saber mais sobre orquideas? Leia nosso artigo Como fazer mudas de orquideas

5 erros que você não deve cometer com suas orquídeas se quiser que elas vivam

1. Exposição a muita luz solar

É sabido que as orquídeas são plantas que adoram sombra e não as deve expor ao sol. O dano a uma orquídea é enorme quando exposta diretamente sob o sol forte no verão quente.

2. Rega excessiva

Um erro que os orquidófilos iniciantes costumam cometer é a rega excessiva. Os iniciantes podem ser muito entusiasmados em termos de regar demais suas plantas.

3. Umidade Insuficiente

Quase todas as orquídeas precisam de alta umidade, logo se não houver umidade suficiente no ambiente onde ela está sendo cultiva, alguns prejuízos graves podem ser ocasionados ​​a sua orquídea.

4. Desequilíbrio de calor, umidade, luz e fluxo de ar

É necessário haver um equilíbrio entre umidade, calor e luz para alcançar uma cultura satisfatória. Logo, se o ambiente de cultivo das orquídeas estiver desequilibrado é preciso de algumas melhorias.

5. Plantar orquídeas em materiais de envasamento incorretos

Usar solo para cultivar orquídeas é um erro cometido por iniciantes que pode matar as plantas.

Materiais de plantio para orquídeas não são o mesmo que materiais de plantio para plantas domésticas. Eles devem drenar rapidamente e permitir uma boa circulação de ar nas raízes.

Os aquaristas experientes geralmente usam uma variedade de materiais, como lascas de cascas, musgo spaghnum, cascas de coco e isopor para substituir o solo de envasamento.