Os Queridos Girassóis

Os Queridos Girassóis

Nesse artigo iremos falar sobre Os Queridos Girassóis.

Só para ilustrar

  • Girassóis
  • Tipos
  • Cultivo
  • Benefícios Ecológicos
  • Benefícios econômico

Afinal, os queridos girassóis, são cultivados como plantas ornamentais de jardim, por suas sementes comestíveis e como safras comerciais para sementes de confeitaria e óleo. Os girassóis oferecem muitos benefícios ecológicos e econômicos para a agricultura comercial porque exigem poucos insumos, como água ou nitrogênio, e não exigem que o solo seja arado. Essas características tornam os girassóis um bom candidato para a rotação de culturas. Pesquisas recentes têm investigado girassóis híbridos que produziriam fibras para papel e borracha.

Gostaria de saber mais sobre Flores de verão? Leia nosso artigo Jardim de verão em casa

Tipos

Analogicamente, existem muitos tipos de girassóis.  Os cinco tipos de girassóis nativos do Colorado incluem variedades perenes e anuais e consistem no girassol comum, girassol Maximiliano, girassol de Nuttall, girassol da pradaria e girassol do mato. Todos os girassóis compartilham certas características: são verticais, com raízes profundas e caules peludos que podem crescer de 60 a 3 metros de altura. Afinal sua forma de folha varia de oval a triangular, e as flores estão localizadas na extremidade de seus ramos.

O girassol comum ( Helianthus annus ) é anual com muitas flores de cinco a sete centímetros de largura em hastes ramificadas. Eles são uma variedade frondosa e de crescimento rápido com caules eretos de três a nove metros de altura. Embora essas flores sejam cultivadas comercialmente, elas não são iguais às grandes colheitas híbridas. Girassóis comuns são nativos de planícies secas, pradarias, prados e contrafortes do oeste dos Estados Unidos, Canadá e México, mas podem ser cultivados com sucesso em qualquer lugar na América do Norte.

O girassol Maximiliano pode ser encontrado crescendo em várias estradas. Eles produzem touceiras de flores de um metro de largura em caules de três metros de altura. Esta planta perene tolerante à seca cresce bem no Colorado.  Ele cresce seis metros de altura e tem folhas longas. O girassol da pradaria ( Helianthus petiolaris ) é freqüentemente visto ao longo das estradas. Esta planta arbustiva cresce bem em solos arenosos, produzindo muitas flores com cerca de cinco centímetros de largura. Girassóis de Bush ( Helianthus pumilus )  Suas folhas têm uma textura semelhante a uma lixa e as flores variam de uma a duas polegadas e meia de largura.

Cultivo

Geralmente o cultivo dos queridos girassóis são extremamente fácil, ela é adaptável em qualquer terá até mesmo as secas. Esse padrão de expansão e queda se repetiu várias vezes nos últimos vinte anos, e a área plantada de girassóis de confeitaria e especialmente de girassóis de sementes oleaginosas no Colorado tem flutuado muito.

Aliás, o interesse por girassóis e outras oleaginosas foi renovado em 2006, graças a uma iniciativa nacional para reduzir a dependência de combustíveis fósseis e criar fontes domésticas de energia limpa. No entanto, isso não resultou em um aumento permanente da produção. De acordo com a publicação Colorado Agriculture Statistics 2013, o estado produziu um total de 124,2 milhões de libras de girassóis em 2011, mas apenas 55,2 milhões de libras em 2012. No outono de 2015, o Colorado passou de quarto maior produtor de girassóis nos Estados Unidos para o sétimo. Mas depois de anos plantando cada vez menos hectares de girassóis, os agricultores do Colorado estão começando a ver que os girassóis são uma cultura prática e lucrativa.

Gostaria de mais ideias e inspirações? Veja algumas fotos aqui

Benefícios Ecológicos

Em 2010, os produtores de girassol não lavraram ou usaram o cultivo mínimo. Isso é importante porque as práticas de plantio direto reduzem as emissões de gases de efeito estufa de óxido nitroso em 50 por cento, graças ao armazenamento de carbono no solo.

Aliás, os insetos parasitas tiveram séculos para evoluir junto com as plantas. Estudos recentes mostraram que a maioria das taxas de parasitismo são mais altas em girassóis nativos do que em seus primos cultivados. O aumento do plantio de variedades cultivadas levou a uma redução de 80% na quantidade de herbicida usado em girassóis de 1996 a 2008.

Aliás, como os girassóis precisam de pouca água, eles podem ser cultivados em terras secas. Ou seja considerando que o custo da irrigação por inundação total é de cerca de cinquenta dólares por acre, as safras que podem sobreviver com menos água têm sentido tanto financeiro quanto ecológico. Afinal o cultivo de girassóis na agricultura de sequeiro melhora a diversificação, o que ajuda a controlar a umidade do solo e interromper os ciclos de ervas daninhas, doenças e parasitismo.

Benefícios econômicos

Sem dúvida, adicionar girassóis às rotações de culturas comerciais não apenas reduz o perigo de ataques de pragas, Como também melhora o solo. Aliás os girassóis também reduzem a necessidade de insumos químicos caros, e as rotações que incorporam girassóis têm mostrado bons retornos econômicos.